sexta-feira, 26 de maio de 2017

PERNAMBUCO Policial mata a esposa e diz que foi a mando de um ET. Geraldo da Silva Bezerra, comissário da Polícia Civil de 41 anos de idade, assassinou sua esposa, a dona de casa Sheila da Silva Cavalcanti, também de 41 anos, na manhã de terça-feira, dia 23 de maio, em Jaboatão dos Guararapes, na Grande Recife. Sheila levou um tiro no peito na frente da filha do casal, de apenas 5 anos, e morreu na hora.

Geraldo da Silva Bezerra, comissário da Polícia Civil de 41 anos de idade, assassinou sua esposa, a dona de casa Sheila da Silva Cavalcanti, também de 41 anos, na manhã de terça-feira, dia 23 de maio, em Jaboatão dos Guararapes, na Grande Recife. Sheila levou um tiro no peito na frente da filha do casal, de apenas 5 anos, e morreu na hora.

Sheila da Silva Cavalcanti havia saído de casa, localizada no bairro Curado III, na noite de segunda-feira, 22, porque estava cansada do marido falando sobre extraterrestres e ela não gostava nada do assunto. Tendo se irritado, decidiu dormir na casa dos pais.

Ainda na manhã de terça, Sheila discutiu com o marido e saiu novamente de casa para pedir ajuda aos vizinhos, desta vez tentando levar a filha consigo, mas o comissário não permitiu.

Em seguida, por volta das 7 horas, ela voltou à casa a fim de pegar sua filha para deixá-la na escola e foi surpreendida pelo ato de Geraldo. Segundo uma vizinha, que ouviu os gritos da garotinha de 5 anos, após atirar no peito da esposa, Geraldo saiu do portão de casa, ajoelhou-se na rua e começou a falar palavras sem sentido, dizendo que estava vendo alienígenas.

Sheila e Geraldo estavam casados havia 16 anos e, de acordo com os vizinhos e familiares, tinham um bom relacionamento, nunca tendo apresentado um comportamento violento ou se envolvido em brigas. Contudo, parentes afirmaram que Geraldo estaria diferente nas últimas semanas, apresentando nervosismo e impaciência.

Depois de ter cometido o assassinato, o comissário ligou para a Polícia Militar e confessou o crime, sendo preso em flagrante por homicídio triplamente qualificado, por se tratar de #Feminicídio com motivo torpe e sem chances de defesa por parte da vítima.

Não houve testemunhas do crime, mas a filha do casal ouviu o tiro e saiu de casa, quando viu o corpo da mãe envolto em uma poça de sangue no quintal da frente. O crime aconteceu um dia antes do aniversário de 42 anos da mulher.

O delegado responsável pelo caso, Francisco Diógenes, contou ao portal G1 que Geraldo confirmou ter atirado propositalmente e, bizarramente, disse que o teria feito a mando de um extraterrestre. Ainda de acordo com Diógenes, será feita uma investigação para apurar as reais motivações do assassinato. Devido às alegações, é provável que o comissário tenha de passar também por avaliação psicológica.

O corpo de Sheila foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Recife, onde passará por autópsia.

Reproduzido por MassapeCeara.Com|Créditos: Francine Oliveira via Blasting News

INTERRUPÇÃO Dnit desliga fotossensores nas BRs do Ceará. O desligamento se deu em virtude do processo de novas licitações para contratação de equipamentos controladores de velocidade em rodovias federais

Sacos plásticos foram colocados nos equipamentos e até em algumas placas que indicam velocidade ( Foto: VC Repórter ) Dnit informa que ...