quinta-feira, 18 de maio de 2017

QUIXADÁ Polícia descobre golpe milionário. Uma quadrilha que aplicava golpes milionários foi presa, ontem, em Quixadá (167Km de Fortaleza). O delegado regional da Polícia Civil, Marcus Vinicius Damasceno, contou que as fraudes financeiras vitimaram pessoas em diversos Estados brasileiros, dentre eles São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina.


Rafael Ferreira Vieira, 28, conhecido como 'Rafael Galinha' , é apontado pela Polícia como líder do bando

Uma quadrilha que aplicava golpes milionários foi presa, ontem, em Quixadá (167Km de Fortaleza). O delegado regional da Polícia Civil, Marcus Vinicius Damasceno, contou que as fraudes financeiras vitimaram pessoas em diversos Estados brasileiros, dentre eles São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina.

Os levantamentos ainda estão sendo realizados, mas as estimativas da Polícia Civil já ultrapassam R$ 1 milhão. Somente neste fim de semana, a investigação detectou movimentação financeira de R$ 150 mil.

Apontado pelo delegado Marcus Vinicius como 'cabeça' do bando, Rafael Ferreira Vieira, 28, foi preso na manhã de ontem. Após perceber que estava sendo procurado, o suspeito se entregou às autoridades.

Na terça-feira (16), haviam sido capturados Rafael Rodrigues Pereira, 23, e Marcos Antonio da Silva Júnior, 23.

Conforme as investigações da Polícia Civil as vítimas caíam nos golpes sob promessa do recebimento de proventos de aposentadoria. Para isso, era preciso pagar as custas processuais e honorários advocatícios.

As vítimas não checavam as informações nos órgãos oficiais, se empolgavam com a possibilidade do ganho extra e efetuavam os depósitos. Quando se davam conta, o dinheiro depositado já havia sido sacado.

O trio foi autuado por estelionato e associação criminosa. Todos tiveram as contas bloqueadas. O delegado não descarta a possibilidade do envolvimento de advogados no esquema.

© Diário do Nordeste

©Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.

AGRESSÃO EM ESCOLA Promotora pedirá internação de estudante que agrediu professora em Santa Catarina. Como o aluno é reincidente, ela planeja "uma medida mais dura". O caso ocorreu nesta segunda-feira (21)

por Folhapress Marcia Friggi dá aulas de português em mais de uma escola de Indaial, há 12 anos. Ela ficará sete dias em casa, de atestado...