terça-feira, 23 de maio de 2017

SEGURANÇA PÚBLICA Assaltos e áudios atribuídos a facções criminosas assustam moradores de Redenção. Uma agência dos Correios foi tomada de assalto por volta das 15 horas desta segunda-feira, 22, em Acarape, a 61 quilômetros de distância de Fortaleza.

Viatura do Raio chega a Acarape



Uma agência dos Correios foi tomada de assalto por volta das 15 horas desta segunda-feira, 22, em Acarape, a 61 quilômetros de distância de Fortaleza. Segundo fonte do 3º Pelotão da Polícia Militar, em Redenção, cidade vizinha, o crime foi cometido por dois homens que chegaram à agência numa motocicleta branca, modelo Bros, e renderam o vigilante do local. A dupla, ainda de acordo com a fonte, que não quis se identificar, permanece foragida e a Polícia “caiu em campo” para detê-la.

Também na manhã desta segunda-feira, estudantes da Universidade da Integração da Lusofonia Afro-brasileira (Unilab), em Redenção, trocaram áudios no WhatsApp sobre suposto assalto a um dos ônibus intercampi da instituição. Em nota, a Unilab informou que “averiguou junto a todos os motoristas e não houve registro de assalto, invasão ou movimentação suspeita” no ônibus. Mesmo assim, a Universidade reforçou a segurança nos campi.

 

Ameaças

Desde a última sexta-feira, 19, mensagens supostamente enviadas por integrantes de facção criminosa através de celulares roubados têm amedrontado alunos e professores da Unilab. O primeiro comunicado teria chegado aos estudantes por meio de grupos no WhatsApp, segundo professor da Unilab que concedeu entrevista ao O POVO Online por telefone e prefere não ter sua identidade divulgada. A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que está apurando a veracidade das ameaças e reforçou o policiamento na região.

 

Na primeira mensagem, pessoas que se intitulam “nois do crime organizado (sic)” direcionam a todos os moradores de Redenção ameaças de roubos, mortes “e outras coisas”. Isso porque, conforme consta no comunicado, a população teria dado informações sobre o crime organizado local à Polícia.

 

"Todos vocês viram e acompanharam nossa ajuda para manter a tranquilidade da cidade em relação a roubos e coisas ao qual não somos de acordo. Mas o resultado dessa nossa ajuda foi a traição por parte de alguns moradores que passaram a viver denunciando pessoas que só ajudam na segurança de vocês mesmos. Ou seja enquanto ajudamos vocês de um lado, vocês nos traíram de outro com suas cabuetagens em ato de covardia (sic)”, diz a mensagem.

 

O segundo texto circulou no sábado, 20, no WhatsApp, e reforçou o tom ameaçador: “Toda ação tem sua reação. Vcs q preferi cuidar da vida dos outros vindo a denúncia os bandidos de Redenção. Agora nois do crime organizado vamos mexer com o sossego de vcs. Nois vinhemos a colocar uma paz em Redenção a qual proibindo roubo na Cidade até mesmo mortes ta com 9 meses q não morria gente vítima de execução na Cidade. Mais em troca vcs preferiram trair o crime organizado de Redenção. Denunciando e cabuetando agente. Então nois da a segurança mais nois também tira. Agora vcs vão sofrer as consequência. Pode pedir ajuda em quem vcs tanto confia q é na Polícia (sic)”.

 

Na sexta-feira, ainda conforme o professor da Unilab, vários assaltos teriam sido praticados em Redenção. Os boletins de ocorrência foram registrados na manhã desta segunda-feira, 22, na delegacia da Polícia Civil do município, segundo informou uma fonte da Polícia ao O POVO Online.

 

Aulas do programa Educação de Jovens e Adultos (EJA) que ocorreriam na noite desta segunda-feira, em Acarape, foram suspensas. A informação é da Secretaria da Educação do município.

 

Ação policial

“Estamos sabendo. Os criminosos estão querendo botar o terror na população, mas a Polícia está atuante, desarticulando um bocado de (boca de) fumo. Eles estão sentindo, aí querem botar a culpa na população”, avaliou a fonte do 3º Pelotão da PM.

 

De acordo com a SSPDS, desde a semana passada a Polícia Militar reforçou ações ostensivas em Redenção com equipes da Força Tática de Apoio (FTA), do Batalhão de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) e do Comando Tático Rural (Cotar), além do efetivo do destacamento da cidade.

 

“Ontem, 20, a Polícia Militar apreendeu 300 pedras de crack, uma garrucha artesanal calibre 32, uma espingarda calibre 28 e alguns cartuchos em uma residência, em Acarape, município vizinho”, concluiu a nota. A SSPDS reforçou também que o compartilhamento das ameaças, "além de espalhar pânico, atrapalha a ação policial".

 

Serviço

Para denunciar crimes em Redenção, ligue para o número 181 ou para a delegacia do município, no telefone (85) 3332-2651.

 

Redação O POVO Online

Grupo de Comunicação O POVO
Copyright © 2016,

BOLETIM POLICIAL VALE DO JAGUARIBE- 23/10/2017 OCORRÊNCIAS DE DOMINGO 22/10. PARA SEGUNDA-FEIRA 23/10: Homicídio a bala, agressão a pedrada, violência domestica e prisão de fugitivo.

Conforme informações da Policia Militar, neste domingo, dia 22 de outubro, por volta das 06h, numa estrada que liga Itaiçaba a localidade d...