domingo, 4 de junho de 2017

MUNDO Grávida não sabe quem é o pai: ‘Ia para cama com mais de 120 toda semana’.  Vítima de prostituição era obrigada a ir para cama com muitos homens. Saiba mais.


Crimes acontecem todos os dias no Brasil e no mundo, mas alguns deles são mais notórios devido a detalhes que chocam muitas pessoas. Um#Crime, em especial, ganhou o noticiário internacional nessa semana. De acordo com veículos de comunicação internacionais, três homens são acusados de obrigar uma mulher a se prostituir com dezenas de homens todos os dias. A vítima confirmou que em uma semana chegava a ir para cama com mais de 120 homens. Os três presos foram identificados como Byron Estrada, Joel Chilel e Mighel Maradiaga.

Acusações de tráfico humano na ‘terra do Mickey’

As acusações contra eles envolvem tráfico humano.

Além da vítima que sofria mais de uma centena de abusos sexuais por semana, outras duas mulheres também eram obrigadas a se prostituir na região. Os três presos eram do estado da Flórida, nos Estados Unidos. O trio controlava diversos bordéis da região do estado que é conhecido por sediar os parques da Disney.

Estupros constantes

De acordo com investigadores da polícia americana, a apuração contra os suspeitos começou há sete meses. Uma das mulheres acabou ficandográvida [VIDEO]e, por isso, houve o início de toda a apuração da polícia. Ela acabou contando aos policiais que Miguel Maradiaga, o suposto chefe da quadrilha, a obrigava a ter relações em um trailer todas as semanas. Ela tinha relações com mais de 120 homens por semana. Por conta disso, ela não saberia quem é o pai do filho que carregava no ventre.

Os três presos devem aguardar em julgamento. Não há uma expectativa para quando isso aconteça. Os relatos das vítimas assustaram o noticiário americano.

Estupros coletivos marcaram história criminal no Brasil

Dois estupros coletivos ganharam o noticiário nacional nos últimos tempos. O primeiro aconteceu no meio do ano passado, pouco antes dos jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Uma garota de 16 anos foi alvo de vídeos e fotos que mostravam um abuso sexual em uma favela carioca. Em depoimento à polícia, a moça chegou a dizer que foi estuprada por mais de 30 homens. Ela acabou entrando em um programa de proteção à testemunha e ninguém sabe o que aconteceu com ela depois.

Outro estupro aconteceu nesse ano, na cidade de Mesquita, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. Uma garota de 12 anos foi para uma festinha na casa do namorado e acabou sendo abusada. O estupro coletivo contra ela teria sido exercido por quatro rapazes.

Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes.

Por: br.blastingnews.com

Urupa Notícias 2016 © Todos direito reservado

LIMOEIRO DO NORTE-CE​: Equipe Cão em ação realiza mais uma prisão na cidade.​

Após a ​ Equipe do FTA da PM ​ realizar a apreensão de um menor, com duas armas de fogo, munições, vários aparelhos celulares, e uma quanti...