sexta-feira, 2 de junho de 2017

DURANTE ANIVERSÁRIO Duplo homicídio em estabelecimento comercial no Mondubim. A Polícia Militar afirma que um dos suspeitos era envolvido com o GDE, e foi morto por tentar se desvencilhar da facção.

Mais um duplo homicídio é registrado em Fortaleza. Na noite da quinta-feira (1º), morreram José de Amano Sousa, 26, e Daniel Paulino Azevedo, 33, num estabelecimento comercial, no bairro Mondubim. As vítimas estavam em um bar localizado na Travessa Valdir Diogo com Avenida Perimetral, comemorando o aniversário de um amigo, quando foram surpreendidas.

Por volta das 22h, dois suspeitos chegaram ao bar numa moto, desceram, e já dispararam contra Sousa e Azevedo. As vítimas chegaram a receber os primeiros atendimentos por uma equipe do Samu que foi até o local, mas não resistiram aos ferimentos, emorreram ainda na calçada do estabelecimento.

A Polícia Militar aponta José de Amano Sousa como o alvo dos criminosos. Ele teria envolvimento com os Guardiões do Estado (GDE), e estaria tentando se desvincular da facção. Sousa responde a pelo menos 11 procedimentos na Justiça, incluindo furtos, tráfico de drogas, assaltos e danos ao patrimônio público. Ele morava próximo ao local do crime.

"Dois chegaram nessa moto e atiraram nas cabeças. Encontramos cápsulas de pistola calibre Ponto 40 no local. O José de Amano era envolvido com gangue e tentava se sair. Mas não conseguiu. Até agora não sabemos de nenhum antecedente criminal do Daniel Paulino", afirmou o tenente De Assis ainda nos levantamentos iniciais. Os suspeitos pelo crime ainda não foram encontrados.

© Diário do Nordeste

©Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.

AGRESSÃO EM ESCOLA Promotora pedirá internação de estudante que agrediu professora em Santa Catarina. Como o aluno é reincidente, ela planeja "uma medida mais dura". O caso ocorreu nesta segunda-feira (21)

por Folhapress Marcia Friggi dá aulas de português em mais de uma escola de Indaial, há 12 anos. Ela ficará sete dias em casa, de atestado...