quarta-feira, 28 de junho de 2017

'OPERAÇÃO EXPRESSO 150' Segundo juiz investigado por negociar sentenças requer aposentadoria. A solicitação ainda será apreciada. Onildo Pereira da Silva, outro magistrado investigado, teve o pedido de aposentadoria por tempo de contribuição já aceito.

Um segundo juiz investigado por supostas vendas de liminares entrou com pedido de aposentadoria. De acordo com oTribunal de Justiça do Ceará (TJCE)José Edmilson de Oliveira, juiz da 5ª Vara Cível de Fortaleza, requereu aposentadoria na manhã desta terça-feira (27).

pedido está em tramitação e ainda não foi apreciado. Conforme informações do Tribunal, mesmo com a aposentadoria do suspeito, a investigação permanece a tramitar normalmente e não será arquivada.

Onildo Pereira da Silva é outro juiz investigado na 'Operação Expresso 150'. Silva teve o pedido de aposentadoria aceito na semana passada. Pelo Diário da Justiça foi divulgado que o suspeito se aposentou por tempo de contribuição com vencimentos de R$ 28,9 mil.

Ambos os juízes estão afastados das suas funções desde o dia 13 de junho. Na data, agentes da Polícia Federal vasculharam os gabinetes dos magistrados. A 'Operação Expresso 150' investiga, desde 2013, um esquema de venda ilegal de habeas corpus nos plantões do TJCE.

© Diário do Nordeste

©Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.

By Taboola

HORÓSCOPO DO DIA 19 DE AGOSTO DE 2017

Áries 21/03 a 20/04 regente: Marte Um momento de fortalecimento emocional é trazido pela proximidade de Lua e Vênus, que exalta a vida fa...