segunda-feira, 26 de junho de 2017

RIO DE JANEIRO Grávida estava desacordada quando teve o corpo incinerado, acredita delegada. Quando teve o corpo incinerado, a empresária Nathalie Rios Motta Salles, de 37 anos, estava desacordada. É o que acredita a delegada Ellen Sounto, da Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), da Polícia Civil do Rio.

Rio de Janeiro
Do Miséria

 

À imprensa, nesta segunda-feira (26), a titular da especializada deu mais detalhes sobre o caso. Nathalie estava grávida quando foi morta e o principal suspeito do crime é o ex-namorado, que também é o suposto pai da criança.

A partir de depoimentos de pessoas próximas, a polícia já reuniu, inclusive, indícios para reforçar a tese de que o dentista Thiago Medeiros, de 33 anos, ex-namorado de Nathalie, é o autor do assassinato. O homem foi preso neste domingo (25).

Flávia, uma amiga próxima de Nathalie há mais de 20 anos, contou na delegacia que a empresária pode ter sido dopada dias antes de sumir. Segundo ela, a amiga, três dias antes do sumiço, saiu de uma consulta com Thiago reclamando que havia tomado um líquido que a tinha deixado tonta.

Além disso, na entrevista, a delegada também ressaltou que somente o pai de Thiago sabia da gravidez de Nathalie. Ellen Souto também destacou a proximidade entre pai e filho. Por enquanto, a polícia não está investigando envolvimento do pai na morte da empresária.

"O que a gente observou na postura dele [Thiago] e do pai dele é que eles são muito machistas. Uma visão bem antiquada em ver a mulher como objeto e isso ficou muito claro. A gente vê que a Nathalie se tornou um problema diante desse perfil bem tradicional, conservadora e preconceituosa da família", contou a delegada.

O corpo de Nathalie foi encontrado dentro de pneus incinerados e os dentes dela foram arrancados. Segundo a investigação, isso teria sido feito para dificultar a identificação da empresária. A polícia ainda irá ouvir a noiva de Thiago, a mãe dele e funcionários da fazenda da família, que fica em Vassouras.

Último encontro

Thiago foi a última pessoa vista com Nathalie. O encontro aconteceu na Estação do Metrô do Flamengo, na Zona Sul do Rio, por volta das 16h30 da quinta-feira (22) e foi marcado por ele. De acordo com os investigadores, a empresária foi vista entrando no carro do dentista.

O relacionamento entre ela e Thiago já tinha acabado, mas eles ainda se encontravam. Segundo a polícia, Thiago, que atualmente é noivo de uma médica, teria pedido à ex-namorada que fizesse um aborto. Nathalie, no entanto, decidiu manter a gravidez.

Na sexta-feira (23), policiais da DDPA encontraram um corpo carbonizado em Vassouras, onde vive a família de Thiago. Porém, parte das roupas e os brincos ainda estavam intactos – eles pertenciam a Nathalie.

Durante depoimento prestado na DDPA, Thiago confirmou que esteve com a ex-namorada, mas afirmou que a deixou no Aterro do Flamengo e depois foi sozinho para Vassouras.

A prisão temporária do dentista foi concedida pela Justiça na tarde deste domingo. Thiago acabou preso em Botafogo, onde mora. Thiago e Nathalie se conheciam desde 2008. Ela era farmacêutica e dona de uma rede de drogarias.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

EXCLUSIVO: Preso em Fortaleza traficante chefe do Comando Vermelho em Santa Catarina

  Leandro Madalena Schlosser, 27 ano, foi capturado ao chegar em seu apartamento, no Cambeba Uma operação conjunta do Batalhão de Polícia...