domingo, 30 de julho de 2017

CAMPANHA Bebês internados do Hospital Albert Sabin precisam de doação de leite materno. Atualmente são 35 recém nascidos internados na ala de Médio Risco e UTI Neonatal do hospital.


Doações de leite materno diminuem o tempo de internação de prematuros
( Foto: divulgação )

O Banco de Leite Humano do Hospital Infantil Albert Sabin (Hias), em Fortaleza, está precisando de doações para atender bebês prematuros. Segundo a instituição, atualmente são 35 recém nascidos internados na ala de Médio Risco e UTI Neonatal. 

 

Segundo Fernando Benevides, médico responsável pela Unidade de Médio Risco do Albert Sabin, o leite materno é essencial na recuperação desses bebês. "Temos hoje 23 bebês na ala de Médio Risco e outros 12 na UTI Neonatal. São bebês pós-cirúrgicos, asfixiados, prematuros. Aliás o número de prematuros tem aumentado muito nos últimos meses. Bebês com menos de um quilo, que demoram mais tempo para ganhar peso. As doações faz com que se reduza o tempo de internação e o risco de infecção", afirma o médico.

 

O Banco de Leite Humano do Hospital Infantil Albert Sabin atende de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas. Além da captação do leite, a equipe multidisciplinar do Banco de Leite do Hias, formada por pediatra, enfermeiro, auxiliar de enfermagem, nutricionista e farmacêutico, é treinada e capacitada para executar atividades de atendimento às mães com dificuldades para amamentar.

 

Através da ligação gratuita para o 0800-280-4169, as mães interessadas em doar recebem orientações sobre a retirada do leite e os cuidados com o acondicionamento. A coleta do leite doado é feita gratuitamente em domicílio. Segundo a coordenadora do BLH, a pediatra Erandy Souza, a doação de leite materno tem salvado vidas ao longo dos 12 anos do banco de leite do hospital.

 

Cuidados 

A maioria das mulheres que estão amamentando produz leite em excesso, especialmente do terceiro ao quinto dia após o parto. A produção do leite depende do esvaziamento da mama e, quanto mais a mulher esvazia as mamas, mais leite ela será capaz de produzir. Para estocar, podem ser utilizados vidros de café solúvel esterilizados. O leite deve ser conservado no congelador por até 10 dias. E caso seja descongelado, não pode ser congelado novamente. O leite doado, quando chega ao hospital, passa por um rigoroso processo de pasteurização. Só então é liberado para o consumo dos bebês.

© Diário do Nordeste

©Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ataque em Alto Santo: quadrilha invade banco com um caminhão e foge sem levar o dinheiro

O Duster usado na fuga pelos criminosos foi encontrado incendiado na CE-138, zona rural Uma quadrilha fortemente armada atacou, na madr...