terça-feira, 4 de julho de 2017

CEARÁ Candidatos ao cargo de delegados falam do papel da investigação no combate ao crime e reforço da Polícia Civil. Representantes da comissão de candidatos aprovados no concurso para delegados da Polícia Civil  participaram do programa “Cearanews”, da Rede Plus de Rádio FM nas manhã de segunda e terça terça-feira.

Régis Pimentel e Hugo Leonardo representam os candidatos que aguarda concovação do governo

Representantes da comissão de candidatos aprovados no concurso para delegados da Polícia Civil  participaram do programa “Cearanews”, da Rede Plus de Rádio FM nas manhã de segunda e terça terça-feira. A convite da emissora, eles  falaram da importância do papel da Polícia Judiciária  neste momento em que o Ceará passa por um momento de crescimento nos índices da criminalidade.

Hugo Leonardo e Régis Pimentel representam um grupo de aproximadamente 250 candidatos aprovados ao cargo e que ainda aguardam a convocação do Estado para ingressarem na Polícia Civil. O certame foi realizado em 2014  e uma parte dos aprovados já passou pelo Curso de Formação Profissional na Academia Estadual da Segurança Pública (Aesp) e já exerce a atividade. No entanto, os demais aprovados ainda aguardam o chamamento.

Para Régis Pimentel, A sociedade reclama por uma investigação mais eficiente e uma Polícia mais eficaz na resolução dos crimes. “Não é apenas a sociedade que clama, mas as próprias autoridades com as quais nos reunimos nos últimos meses. Todos conseguem visualizar que a saída é a investigação. A Polícia Civil representa o primeiro contato com a Justiça Criminal. É dela que vai se delinear todo o sistema que vai levar à punibilidade do infrator”.

Impunidade

Para Hugo, a falta de efetivo na Polícia Civil gera uma impunidade pela falta de investigação. “Aqueles que praticam o crime não são investigados, por falta de efetivo, e isso geram uma sensação de impunidade”. Ainda segundo ele, outro fator que contribui para a alta da criminalidade é a grande quantidade de inquéritos parados nas delegacias e isso gera a prescrição devido ao tempo que eles passam nas delegacias sem continuidade da tramitação.

Depois de muito tempo, quando o delegado consegue finalizar a investigação e o inquérito é, portanto, concluído,  e encaminhado ao Ministério Público, muitas vezes, essa demora gera a prescrição do crime. O resultado, é que o autor do crime não é punido. É preciso acabar com o ditado de que, a Polícia prende e Justiça solta. Mas a verdade é que a Polícia prende mal, e a Justiça tem que soltar”.

Convocação

De acordo com Hugo Pimentel, o grupo de candidatos aprovados para o cargo de delegado, já participou de  diversas reuniões com o governo do Estado, através da gestão compartilha de Camilo Santana, e já foi anunciado pelo secretário (de Segurança) André Costa, a convocação de uma nova turma de candidatos aprovados em concurso para o fortalecimento do efetivo da Polícia Civil.

Jornalista Fernando Ribeiro Copyright 2016

ShareThis Copy and Paste

LIMOEIRO DO NORTE-CE​: ​Dois homens sofrem tentativa de homicídio no Centro.​

Informações extraoficiais dão conta de uma tentativa de homicídio, que veio a ocorrer no cruzamento das ruas Manoel Saraiva com a rua Padre...