sexta-feira, 14 de julho de 2017

OPERAÇÃO 1,8 mil comprimidos de ecstasy são apreendidos. Dias antes de mais uma festa rave em Fortaleza, uma grande quantidade de drogas sintéticas foi retirada de circulação.


A Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas apreendeu 1,8 mil comprimidos de ecstasy, 700 gramas de maconha e uma balança de precisão ( HELENE SANTOS )

Dias antes de mais uma festa rave em Fortaleza, uma grande quantidade de drogas sintéticas foi retirada de circulação. Ontem, a Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD) divulgou a apreensão de 1,8 mil comprimidos de ecstasy, 700 gramas de maconha e uma balança de precisão. O material ilícito, que havia desembarcado no Estado do Ceará vindo do Paraná, foi apreendido na última segunda-feira (10).

A droga estava em poder de Antônio José Barbosa, 27. Segundo a Polícia, ele já estava sendo investigado e foi surpreendido quando saía da residência dele, no bairro Conjunto Ceará. Conforme a Polícia Civil, Barbosa se preparava para distribuir os comprimidos entre traficantes menores responsáveis por revender na festa, que acontece no próximo sábado, em uma barraca da Praia de Futuro.

O suspeito, que já tem antecedente criminal por furto, contou aos policiais que trabalhava para Eduardo Augusto Alves e Silva e Alexsandro Otaviano da Silva. Os dois estão presos desde 2015 e são apontados pela Polícia como grandes traficantes do Estado do Ceará.

"As maiores lideranças do tráfico do Ceará estão presas. Mas, infelizmente, eles têm capacidade de recompor seus grupos e vão substituindo quem a gente vai prendendo. As investigações apontam que, de alguma maneira, eles conseguem manter os negócios funcionando", contou a diretora da DCTD, delegada Patrícia Bezerra. De acordo com a Polícia Civil, a droga recolhida tem um valor aproximado de R$ 70 mil.

© Diário do Nordeste

©Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.

By Taboola