quinta-feira, 6 de julho de 2017

PRESO NOVAMENTE Preso acusado de três homicídios com drogas, pistola e rádio na freqüência da PM em Juazeiro. Após averiguações durante esta manhã uma equipe do RAIO prendeu João Timóteo Gomes da Silva, de 33 anos, o “Joãozinho”, por volta das 11h30min.


Preso novamente
Demontier Tenório

Após averiguações durante esta manhã uma equipe do RAIO prendeu João Timóteo Gomes da Silva, de 33 anos, o “Joãozinho”, por volta das 11h30min. Ele é acusado de vários crimes e mora na Rua da Glória, 503 no centro de Juazeiro do Norte e foi preso na Rua Alencar Peixoto perto de sua casa. Com ele, os PMs apreenderam droga, uma balança de precisão, uma pistola 765 com dois carregadores, um rádio HT sintonizado na freqüência da polícia, três aparelhos celulares e dinheiro.

O mesmo se encontrava no interior de um veículo Fiat Pálio de cor cinza e placas HYE-7784, inscrição de Juazeiro e, segundo a polícia, já responde vários procedimentos por crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, roubos, furtos, lesão corporal e tinha contra si um mandado de prisão em aberto. Joãozinho é suspeito de envolvimento em três homicídios praticados em Juazeiro sozinho ou acompanhado do seu irmão Tiago.

No dia 18 de outubro de 2009 ele estava armado numa parada de ônibus na Avenida Padre Cícero (Santa Tereza) e correu ao ver uma patrulha, mas foi perseguido quando tentou sacar a arma, mas desistiu e resolveu se entregar com sua pistola .40. Já no dia 24 de novembro de 2010 a polícia tentou prender Tiago e encontrou na residência dos dois um rádio HT na frequência da PM, um caderno de anotações com códigos de comunicação entre os policiais, um sistema de vídeo monitoramento do movimento externo da casa, um revólver calibre 38 e 33 cartuchos intactos.

Já no dia 6 de outubro de 2012 voltou a ser preso perto da Feirinha da Troca no bairro João Cabral pilotando uma moto Honda CB 300 de cor dourada com a qual bateu na viatura da PM durante perseguição. Joãozinho caiu sofrendo fratura exposta na perna direita e estava com um revólver calibre 38 tendo seis cartuchos intactos e alguns papelotes de maconha e cocaína. O mesmo terminou socorrido ao hospital pela própria polícia onde ficou sob escolta.

Um dos homicídios atribuídos a ele e seu irmão foi contra o ex-presidiário Francisco Daniel de Oliveira Ramos, de 34 anos, o Careca, que residia na Rua Violeiro José Gaspar, 89 (Bairro Pio XII) e foi morto no dia 5 de junho de 2012 no Parque de Vaquejadas. Joãozinho responde ainda Ação Penal por assalto na RJ Distribuídora protocolado no dia 12 de julho de 2013 na 2ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro.