terça-feira, 4 de julho de 2017

VIOLÊNCIA Aumentam crimes de latrocínio no Ceará. Em junho, 13 pessoas foram mortas por assaltantes. Os crimes de latrocínio (roubo seguido de morte)  aumentam no Ceará e continuam fazendo vítimas indefesas. Em junho, 13 pessoas foram mortas por bandidos durante assaltos ou tentativas. Nas últimas 48 horas, pelos menos, mais quatro casos foram registrados pela Polícia.

Bandidos atiram em quem reagir ao assalto e deixam vítimas feridas e apavoradas

Na cidade de São Benedito (a 337Km de Fortaleza), um homem de 32 anos foi assaltado e morto a tiros  no último domingo (2).  A Polícia não tem, ainda, pista dos criminosos e continua em diligências na tentativa de identificá-los.

Outro latrocínio aconteceu também no domingo (2) na cidade de Banabuiú, no Sertão Central (a 194Km de Fortaleza), um agricultor (identidade não revelada) foi morto a golpes de faca por dois adolescentes que roubaram da vítima a quantia de R$ 1.500,00. Os três bebiam juntos e ao descobrirem que o homem tinha o dinheiro, os adolescentes o levaram para um local ermo, onde praticaram o crime e fugiram. Posteriormente, a Polícia identificou os suspeitos.

Ainda na manhã de domingo (2), um feirante foi morto quando seguia para o trabalho. Era por volta de 5 horas, quando a vítima foi atacada por assaltantes  na Rua Passo Fundo, no bairro Parque Genibaú, na zona Oeste de Fortaleza. A vítima foi baleada e morreu no local.

Na manhã de ontem (3), um idoso de 72 anos foi morto, a tiros por assaltantes que o atacaram na porta de casa, na Rua Frei Serafim, no bairro Vila Peri. José Nilton da Costa se recusou a entregar seu telefone celular aos dois ladrões que o abordaram e acabou sendo assassinado. Um dos assaltantes fugiu e outro foi baleado e preso por um policial militar que passava pelo local  momentos após o crime.

Crimes

Em junho, a Polícia registrou, ao menos, 13 crimes de latrocínios no Ceará e destes, 12 ocorreram no Interior, nos seguintes Municípios: Senador Pompeu, Jaguaruana, Sobral, Marco, Pedra Branca, Irapuã Pinheiro, Russas, Cariús, Massapê (duplo), Acopiara e Itatira.

Já em Fortaleza, a mãe de um policial militar foi atacada e morta quando seguia para a Igreja. O crime aconteceu no bairro Vila Velha, na manhã do dia 18 de junho, um domingo. Elisete Lima de Sousa, 64 anos, foi baleada pelos criminosos e não resistiu. A quadrilha fugiu em um carro roubado.

Entre as vítimas dos roubos e morte estão, geralmente, pessoas idosas, que são assassinadas nas ruas ou mesmo dentro de suas residências. Aposentados são os alvos preferenciais dos criminosos, que visam o dinheiro que as vítimas recebem de seus proventos previdenciários.

Veja a seguir, a lista dos latrocínios no Ceará em junho de 2017.

1 – Moacir Guedes da Silva, 81 anos, morto a facadas (SENADOR POMPEU)

2 – José Joel Vale dos Santos , 26 anos, morto a tiros (JAGUARUANA)

3 – José Edilson Galdino de Sousa, 21 anos, morto a tiros (SOBRAL)

4 – José Epitácio Rodrigues Neto, morto a tiro (MARCO)

5 – Thiago Lopes Barbosa 31 anos, morto a tiros (PEDRA BRANCA)

6 – João Gomes de Melo, 84 anos, morto a tiros (IRAPUÃ PINHEIRO)

7 – Vítima não identificada/sexo masculino, morta a tiros (RUSSAS)

8 – Josafá Viana de Oliveir, 53 anos, morto a tiros (CARIÚS)

9 – Antônio Gleison Carmo de Maria, 28 anos, morto a tiros (MASSAPÊ)

10 – Lorena de Lima Farias, 31 anos, morta a tiros (MASSAPÊ)

11 – Luiz Soares de Sousa, 76 anos, morto a tiros (ACOPIARA)

12 – José Alves Bandeira, 67 anos, morto a tiros (ITATIRA)

13 – Elisete Lima de Sousa, 64 anos, morta a tiros, bairro Vila Velha (FORTALEZA)

Latrocínios em julho de 2017

1 – Antônio Fábio Sousa da Silva, 32 anos, morto a tiros (SÃO BENEDITO)

2 – Vítima não identificada/sexo masculino, morta a golpes de faca (BANABUIÚ)

3 -  Assis M., morto a tiros, bairro Parque Genibaú (FORTALEZA)

4 - José Nilton da Costa, 72 anos, morto a tiros, Rua Frei Serafim/Itaperi (FORTALEZA)

Jornalista Fernando Ribeiro Copyright 2016

ShareThis Copy and Paste

UNILAB Suspeito de atirar em estudante deve se entregar nas próximas horas, afirma Polícia. Homens do Batalhão de Baturité estão de campana em Alto Santo Antônio, em Redenção, onde fica a suposta residência do acusado.

por Redação Diário do Nordeste Karliano e a estudante Thaislane Marcelino de Oliveira tiveram um namoro conturbado entre um e dois anos - ...