quinta-feira, 3 de agosto de 2017

HOMICÍDIO NO CARIRI Trio se passando por policiais executa homem a tiros de pistola em Nova Olinda. Treze dias depois e um novo homicídio foi registrado em Nova Olinda na região do Cariri. Por volta das 23 horas desta quarta-feira o eletricista Ramalho da Silva Barbosa, de 30 anos, foi assassinado a tiros de pistola na porta de sua casa na Rua Jorge Furtado Leite no bairro Nossa Senhora de Fátima.


Homicídio no Cariri
Demontier Tenório

 

Treze dias depois e um novo homicídio foi registrado em Nova Olinda na região do Cariri. Por volta das 23 horas desta quarta-feira o eletricista Ramalho da Silva Barbosa, de 30 anos, foi assassinado a tiros de pistola na porta de sua casa na Rua Jorge Furtado Leite no bairro Nossa Senhora de Fátima. O crime foi praticado por três homens que ali chegaram numa caminhonete Nissan Frontier de cor preta usando coletes à prova de balas e se passando por policiais civis.

O irmão da vítima, Cícero Rômulo, mora em frente e contou ao Sargento Landim, Comandante do Destacamento Militar de Nova Olinda, que o trio mandou chamá-lo diante da informação que investigava o furto de uma moto, cujo suspeito seria Ramalho. Tão logo este saiu numa área de jardim, um deles sacou uma pistola e atirou várias vezes sem qualquer conversa caracterizando uma execução. A vítima foi alvejada com cinco tiros e morreu no local, onde ficaram ainda marcas de balas nas paredes.

Existem informações que o mesmo carro tinha passado horas antes no trecho e os ocupantes buscado informações sobre a casa em que Ramalho morava. Após o crime, os acusados fugiram em alta velocidade e não foram localizados nas diligencias feitas por policiais militares de Nova Olinda. Durante algum tempo, a vítima residiu no Rio de Janeiro e, recentemente, tinha retornado à casa de familiares em Nova Olinda não tendo o registro de passagens pela polícia local.

Este foi o primeiro homicídio do mês de agosto em Nova Olinda e o terceiro de 2017 já superando os dois registrados no decorrer do ano passado. O último deste ano tinha ocorrido na noite do dia 20 de julho quando o vigilante Danilo de Oliveira Pereira, de 27 anos, foi executado com seis tiros a maioria nas costas e na cabeça. O crime aconteceu na Rua José Mauricio Pequeno (Bairro Cajueiro), mas ele residia na Rua Antonia Ferreira Barbosa e era paraibano de São João do Rio do Peixe.

Jovem morre vítima de acidente em Ibicuitinga

     Jovem morre vítima de acidente em Ibicuitinga Segundo informações da Polícia Militar, por volta de 5h da manhã deste domingo (10...