terça-feira, 12 de setembro de 2017

CE/RN ​Latrocida é preso pela Polícia Civil do Ceará com o apoio da Polícia Civil do Rio Grande do Norte por crime cometido em Jaguaruana-Ce.​


Um trabalho em conjunto da Polícia Civil do Estado do Ceará, por meio da Delegacia Municipal de Jaguaruana, juntamente com a Polícia Civil do Rio Grande do Norte, resultou na prisão de um latrocida, nesta terça-feira (12), na cidade de Baraúna, no Estado riograndense. O homem era investigado por ser o autor de um latrocínio (roubo seguido de morte), que vitimou José Joel do Vale Santos (26), então presidente do sindicato dos trabalhadores rurais do município, no dia 14 de julho deste ano.

De acordo com o delegado Michael Lessa, que presidiu o inquérito policial, o suspeito identificado por Enio Plínio dos Santos Freire estava com mandado de prisão preventiva em aberto, e foi preso, hoje, no Rio Grande do Norte. O crime ocorreu na localidade de Assentamento, quando a vítima foi morta com um disparo de arma de fogo durante um assalto na zona rural da cidade, na Área Integrada de Segurança 18 (AIS 18). Além disso, seus bens – um veículo e um relógio – foram levados durante a ação criminosa. Ênio Plínio foi conduzido para a sede da Delegacia Municipal de Jaguaruana, onde será ouvido no inquérito policial. Em seguida, o latrocida será encaminhado para a Cadeia Pública da cidade.

Outra ação

Policiais civis da Delegacia Municipal de Jaguaruana, também nesta terça-feira, capturaram uma dupla suspeita de envolvimento no tráfico de drogas, que foi localizada após uma denúncia anônima. A ofensiva foi realizada com o apoio de equipes da Polícia Militar, no bairro Tabuleiro. De posse de informações acerca da prática ilícita, a Polícia Civil diligenciou até a Rua Antônio Gerardo Filho, onde constatou que um imóvel era utilizado para a comercialização de entorpecentes.

Com o apoio de policiais militares, todos os profissionais de segurança adentraram a residência, onde estava a maior de idade, identificada por Ana Emilia Sombra Silva (27) – sem antecedentes. Com ela, foram encontradas seis gramas de crack, um vidro contendo a substância entorpecente conhecida por “loló”, e a quantia de R$ 376, oriunda do tráfico de drogas. Um adolescente de 16 anos tentou empreender fuga, mas foi rapidamente contido pelos policiais. Os dois foram conduzidos para a Delegacia Municipal de Jaguaruana, onde a mulher foi autuada em um inquérito policial, e o menor responderá a um ato infracional, por tráfico de drogas e na Lei das organizações criminosas. Ana Emília também foi indiciada por corrupção de menor.

Cotar prende parte da quadrilha que explodiu agência do Bradesco em Novo Oriente

Dinheiro queimado, armas, munições e celulares foram apreendidos em poder dos acusados                                        A quadril...