quinta-feira, 28 de setembro de 2017

INTERIOR Córneas serão captadas em núcleos da Pefoce. Na Capital, o trabalho já é realizado. A intenção da Pasta de Saúde é zerar a fila de córneas da região Nordeste.


A campanha da Fundação Edson Queiroz, Doe de Coração, esteve ontem na Praça do Ferreira. A ação é uma das principais do Estado
( Foto: Helene Santos )

por João Lima Neto - Repórter

"Deus me preparou. Ele quis que o coração do meu filho batesse em outro peito". As palavras, em meio as lágrimas, da dona de casa Edileuda Nunes, 55, refletem o que sentem centenas de mães e pais que perderam os filhos em acidentes de trânsito ou mesmo em crimes, mas que deram esperanças a outras famílias por meio da doação de órgãos. Na tarde de ontem, familiares de doadores e transplantados tiveram a oportunidade de dividir o mesmo espaço e agradeceram uns aos outros o dom da vida ofertado novamente.

Entrevista: Sesa irá realizar a captação de órgãos nos Núcleos da Pefoce do Interior do Estado

 

O Instituto Doutor José Frota (IJF) promoveu, a sexta edição do Encontro das Famílias Doadoras. A ação fez parte da programação do Setembro Verde, que incentiva a doação, e celebra o Dia Nacional da Doação de Órgãos no Brasil. A programação contou com um ato ecumênico, intervenções artísticas e a participação de vários atores envolvidos no processo.

Em agosto do ano passado, o filho de Edileuda Nunes morreu em um acidente de motocicleta após avançar um semáforo no bairro Conjunto Esperança. "Sou evangélica. Deus estava me preparando para esse momento. Por meio da palavra. Meu filho vive em outra pessoa agora", explica.

> Praça do Ferreira recebe "Doe de Coração"

O rapaz foi levado para o IJF, onde foi diagnosticado com morte cerebral. "Quando o hospital me ligou para falar que ele tinha morrido, eu não pensei duas vezes e aceitei doar seus órgãos. Eu perdi meu filho, mas Murilo salvou a vida de outras seis pessoas com seu coração, rins, fígado e córneas. Minha sensação é que meu filho continua vivo na vida de outras pessoas", disse.

Interior

A secretária-executiva de saúde do Estado do Ceará, Lilian Beltrão, afirmou que nesta semana, a Pasta de saúde vai iniciar processo de captação de órgão por meio da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) no interior. "A nossa meta é zerar a fila de transplantes de córneas no Nordeste. Tínhamos uma fila com 500 pacientes aguardando enxergar a vida com novos olhos, conta a gestora do Estado.

O perito Victor Hugo, um dos participantes do evento, declarou que a realização da captação nas unidades do interior pode acelerar as doações. "Não existia captação na Pefoce. Agora vai passar a ter também nos núcleos do interior. Temos unidades em Russas, Iguatu, Quixeramobim Sobral, Juazeiro do Norte e Tauá. Os núcleos devem ser informados logo". Conforme o perito, os servidores que atuam no banco de olhos vão trabalhar dentro da estrutura da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) fazendo triagem com as famílias. Aqueles que autorizarem a captação será realizada de imediato.

De acordo com a superintendente do IJF, Riane Azevedo, graças ao atendimento humanizado e a colaboração de vários profissionais, o hospital tem conseguido atingir um índice de aceitação de 75% nas entrevistas realizadas, sendo a média nacional de 54%. "A qualidade do serviço, que tem grande impacto na redução expressiva das filas por transplante do Ceará, é modelo para profissionais de todo o Brasil, que vem a Fortaleza para aprender o método aplicado pela equipe do IJF", explicou.

O Sistema Verdes Mares (SVM) de Comunicação foi homenageado na solenidade do IJF pela disseminação de informações de transplantes pela campanha Doe de Coração.

Campanha

Uma das ações realizadas no Ceará para incentivar a doação de órgãos e conscientização sobre a importância do gesto é a campanha Doe de Coração, promovida pela Fundação Edson Queiroz. O objetivo da campanha, que completa 15 anos em 2017, é contribuir na divulgação de informações. O Ceará atingiu neste ano, a menor taxa de recusa de famílias doadoras do Nordeste, o que fez o Estado chegar à marca de quase 15 mil doações de órgãos. Os dados da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO) apontam que entre janeiro e julho de 2017, 49% das famílias de potenciais doadores aceitaram doar órgãos e tecidos dos familiares.

© Diário do Nordeste

©Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.

LIMOEIRO DO NORTE-CE​: Equipe Cão em ação realiza mais uma prisão na cidade.​

Após a ​ Equipe do FTA da PM ​ realizar a apreensão de um menor, com duas armas de fogo, munições, vários aparelhos celulares, e uma quanti...