sábado, 16 de setembro de 2017

MUNDO Desvendado o mistério sobre criatura que apareceu depois do furação. Criatura bizarra viralizou nas redes sociais e muitos acreditaram que era um alieníngena


Criatura bizarra viralizou nas redes sociais e muitos acreditaram que era um alieníngena

Uma criatura espantosa tomou conta da internet nos últimos dias por ninguém saber do que se tratava. O animal apareceu depois que o furacão Irma passou pelo Caribe atingindo o Texas no momento que adentrou aos Estados Unidos. O animal misterioso não tinha face e tinha dentes grandes com uma cauda. A criatura não se assemelhava a nada visto até então e acabou assustando diversas pessoas, que imaginaram diversas coisas sobre o animal. Alguns disseram que ele seria uma criatura de outro planeta.

Quem deu origem a viralização da imagem foi Preeti Desai. A foto foi postada no Twitter pela usuária que pretendia descobrir do que se tratava após ficar curiosa com a sua descoberta, ela resolveu compartilhar com todo o mundo a sua dúvida. A jovem trabalha em uma organização que defende o meio ambiente e não sabia do que se tratava animal encontrado longe da água depois que o furacão passou pelo local.

A foto do animal acabou viralizando nas redes sociais e diversas pessoas tentavam encontrar uma resposta para o que seria a criatura. Dias depois em que a foto viralizou na internet, um biólogo norte-americano acabou desvendando o mistério sobre o animal que apareceu nos Estados Unidos. O biólogo disse que não consegue determinar exatamente qual é a espécie precisa do animal, que já se encontrava em estado de decomposição no momento em que Preeti o fotografou. Seria preciso uma análise mais aprofundada da cauda do animal para certificar qual seria a espécie encontrada depois que o furação Irma passou.

Kenneth Tighe trabalha no Museu Nacional de História de Washington e foi ele quem desvendou o mistério sobre a criatura encontrada no Texas. O biólogo falou que podem a criatura se assemelha a duas espécies que possuem características semelhantes as que foram encontradas no animal publicado nas redes sociais. As duas espécies Bathyroconger vicinus ou Xenomystaz congroides são as mais prováveis para o animal encontrado.

O animal marinho é considerado diferente dos seres já vistos pelo homem habitualmente e um dos motivos para que isso aconteça é o habitat em que ele vive. Morando entre 30 e 30 metros de profundidade, seria difícil para qualquer pessoa avistá-lo, seria preciso equipamentos de mergulho para ver uma criatura dessas viva, que prefere locais mais escuros e longe da margem para viver, sendo que os seus locais preferidos são entre o golfo do México e a Guiana Francesa.

EM FORTALEZA Homem suspeito de falsificar documentos para fraudar empréstimos a aposentados é preso. Até o momento, a Polícia já contabilizou nove vítimas envolvidas no golpe aplicado por Samuel Maia de Souza.

Samuel foi preso no escritório, no Centro da Capital, na última sexta-feira (17), e em posse dos documentos falsificados ( Foto: Divulgaç...