segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Violência no fim de semana deixa 63 pessoas assassinadas

A violência deixou 21 corpos nas vias públicas da Grande Fortaleza nas últimas 72 horas

Em mais um fim de semana sangrento, ao  menos, 63 pessoas foram assassinadas no Ceará.  Com isso, no acumulado do ano, já são 3.848 homicídios no estado.   A Capital cearense foi palco de 21 homicídios entre a última sexta-feira (6) e a noite do domingo (8). No Interior, foram 30 casos e na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) mais 12 pessoas foram mortas.

Em Fortaleza, os 21 assassinatos ocorreram nos seguintes bairros:  Bom Jardim (uma chacina com quatro mortos), Ancuri (três crimes, entre eles um duplo homicídio), Autran Nunes, Granja Portugal, Benfica, Sabiaguaba, Farias Brito, Bonsucesso, Parque Manibura, Aerolândia, Pici, José Walter, Mondubim, Siqueira, Praia de Iracema e Mucuripe.

Na Região Metropolitana (RMF), foram 12 casos nos seguintes Municípios: Horizonte (três casos), Maranguape (dois crimes), Cascavel, Caucaia, Aquiraz, Eusébio, Maracanaú, Itaitinga e Pacajus.

Violência no Sertão

No Interior Norte, a Polícia fez o registro de 13 casos de homicídios nos seguintes Municípios: Coreaú (dois crimes), Sobral (2), Croatá, Trairi, São Luís do Curu, Boa Viagem, Cruz, Paraipaba, Moraújo, Ipu e Baturité.

No Interior Sul, foram 17 homicídios nos Municípios a seguir: Juazeiro do Norte (duplo), Crato (dois casos), Limoeiro do Norte (dois crimes), Milagres, Crateús, Ibicuitinga, Acopiara, Beberibe, Quixeramobim, Iguatu, Morada Nova, Icó (caso de morte por intervenção policial), Quiterianópolis e Tauá.

Veja o número de homicídios no fim de semana por região:

Fortaleza .................................................. 21

Região Metropolitana/RMF .......................... 12

Interior Norte ........................................... 13

Interior Sul .............................................. 17

TOTAL ..................................................... 63

Por Fernando Ribeiro

CADEIA PÚBLICA Presos de Guaraciaba do Norte poderão ter pena reduzida por meio da leitura. Segundo decisão da titular da Comarca do município, a leitura contribui no processo de reinserção social.

Além de realizar a organização do trabalho, os presos deverão se limitar ao conteúdo do livro recebido por eles ( Foto: divulgação/TJCE )...