quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

ALDEOTA Líder da facção FDN é preso em prédio de luxo. De acordo com a PM, o suspeito estava na companhia do produtor de um festival que acontece em todo o País.

Dentre o material encontrado com o suspeito de tráfico, havia uma pistola que pertence à PM do Ceará. Um carro com placas 'clonadas' também foi apreendido

por Emanoela Campelo de Melo - Repórter

Vicente Kerginaldo Fernandes Mendonça de Alencar ostentava uma vida de luxo nas redes sociais

Um dos líderes da facção Família do Norte (FDN), tida como a terceira maior organização criminosa do Brasil, foi preso, na noite da última segunda-feira (18), em um apartamento de luxo, no bairro Aldeota. Vicente Kerginaldo Fernandes Mendonça de Alencar foi localizado pelo Serviço Reservado do 22ºBPM, após um mês de buscas.

Conforme o major Hideraldo Bellini, comandante da 3ª Cia do 8ºBPM (Meireles), o suspeito estava com outras duas pessoas que também foram capturadas. Elas eram um adolescente e um empresário, que participa da produção de um festival de música que acontece em todo o Brasil.

Porém, após os depoimento, apenas Kerginaldo Alencar permaneceu preso, pois afirmou que o material ilícito encontrado era dele. Com o suposto líder da FDN também foram achados um carro de luxo com placas 'clonadas' e uma pistola que pertence à PMCE. Durante a operação, o suspeito ainda teria tentado subornar os policiais militares da Força Tática oferecendo a eles o valor de R$ 15 mil.

"Ele morava na Cidade dos Funcionários e vinha ostentando uma vida de luxo. Tínhamos duas denúncias dele relacionadas ao tráfico de drogas na região do Luciano Cavalcante e do Tancredo Neves. Era um fornecedor conhecido nesses locais. Ele mesmo afirma que é membro da facção FDN e que exerce um papel de liderança" disse o major.

Hideraldo Bellini conta que o preso é natural do Ceará, mas, frequentemente, viajava para o Rio de Janeiro e o Amazonas. Conforme o oficial, era durante essas viagens que o fornecimento de drogas e armas de fogo era acertado por ele, junto aos 'cabeças' do FDN e também do Comando Vermelho (CV).

"De Manaus ele trazia as drogas e do Rio de Janeiro as armas. Nas redes sociais posava com muitas armas. Tem até foto com fuzil. Ele confirma abertamente que foi batizado na FDN há dois anos. Já tinha antecedente criminal por roubo", revelou Bellini.

Investigação

Por conta do local onde Kerginaldo foi encontrado e pelos relatos nas redes sociais, que estavam sendo monitoradas, a Polícia acredita que exista um possível envolvimento do suspeito com um grupo de empresários do ramo da música, que atua em todo o País. Hideraldo Bellini afirma que o apartamento, na Aldeota, onde aconteceu a prisão, pertence a um promotor de eventos, natural da Bahia.

Mendonça foi autuado por tráfico de drogas, receptação de armas, porte ilegal de arma e adulteração de veículo. O suspeito segue detido no 2ºDP (Aldeota).

© Diário do Nordeste

©Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.