sábado, 2 de dezembro de 2017

DIVERSOS CRIMES "Prefeita ostentação" é condenada a 20 anos e um mês de prisão. O veredito foi proferido pelos crimes de fraude de licitação, falsidade ideológica, associação criminosa e crime de responsabilidade.


No momento, a ex-prefeita já cumpre prisão domiciliar desde outubro por causa de outra condenação, proferida em março deste ano ( Foto: Arquivo Pessoal )

A ex-prefeita da cidade de Bom Jardim (MA), Lidiane Leite, conhecida como "prefeita ostentação", foi condenada a 20 anos e um mês de prisão por causa de fraude na compra de caixões em abril de 2013. A sentença foi protocolada na sexta-feira (1º) pelo juiz Raphael Leite Guedes e inclui também a condenação ao pagamento de 980 dias-multa, em que cada dia equivale a dois salários-mínimos, totalizando mais de R$ 1.7 milhão.

O veredito foi proferido pelos crimes de fraude de licitação,falsidade ideológicaassociação criminosa e crime de responsabilidade. Por ser de primeira instância, ela ainda pode apelar da decisão. No momento, a ex-prefeita já cumpre prisão domiciliar desde outubro por causa de outra condenação, proferida em março deste ano. Ela segue presa em casa pois amamenta um bebê recém-nascido, mas pode ser levada para um presídio maranhense após o período de amamentação.

A decsião do juiz condenada Lidiane a 14 anos e um mês de reclusão com cumprimento inicial da pena privativa de liberdade em regime fechado e seis anos de detenção (que pode ser cumprida em regime aberto e semiaberto).Dois ex-funcionários da prefeiturae a dona da funerária também foram condenados pelos mesmos crimes.

A cidade de Bom Jardim ficouconhecida quando Lidiane foi acusada de corrupção, enquanto ostentava roupas caras, carros de luxo, presença em festas e passeios em lanchas em suas redes sociais. No mesmo período, crianças da escolas da cidade passavam fome.

© Diário do Nordeste

©Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.