quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

FORTALEZA Dez obras de mobilidade ficam prontas em 2018, diz prefeito. Binários, túneis e corredores exclusivos estão entre as melhorias previstas ainda neste ano para a cidade.


O funcionamento dos pontos de embarque e desembarque no terminal de Messejana- que acontece em espaço provisório anexo desde janeiro de 2017 - deve ser transferido para o novo equipamento até fevereiro
( FOTO: JOSÉ LEOMAR )

por Theyse Viana - Repórter

Um dos grandes transtornos cotidianos do fortalezense, a mobilidade urbana da Capital deve ser favorecida com a entrega, neste ano, de pelo menos dez obras municipais pendentes, entre binários, túneis e corredores exclusivos para o transporte coletivo, de acordo com o prefeito Roberto Cláudio. A primeira, com finalização prevista para o próximo mês de abril, será o novo Terminal de Messejana, que passa a funcionar, em fase experimental, no fim deste mês.

Após um ano e meio do início da construção e o adiamento na entrega das obras, o funcionamento dos pontos de embarque e desembarque - que acontece em espaço provisório anexo desde janeiro de 2017 - deve ser transferido para o novo equipamento até fevereiro, finalizando a segunda etapa das obras, atualmente, 72% concluídas. O binário em construção no entorno do terminal, aponta o gestor municipal, será concluído no mesmo prazo.

Segundo o prefeito, "um dos gargalos para o funcionamento do terminal" é justamente a entrada e a saída dos ônibus, que gera transtornos e desorganização no trânsito da região. "Além do binário na Avenida Jornalista Tomaz Coelho, teremos uma via de recuo de acesso exclusivo para ônibus, o que tornará o trânsito aqui em frente muito mais permeável e rápido para os coletivos e os demais veículos", avalia Roberto Cláudio. A via, conforme a Secretaria de Infraestrutura de Fortaleza (Seinf), será duplicada num trecho de 600m, entre as ruas Clara de Assis e João Ivo.

As obras do novo Terminal de Messejana, orçadas em R$ 17,6 milhões, começaram em julho de 2016, com a construção de plataformas provisórias com 26 pontos de embarque e desembarque de passageiros em 57 linhas de ônibus urbanos.


Com a demolição do antigo e a construção de um novo equipamento, o terminal foi ampliado em 70%, passando de 4 mil m² para 6,8 m² de área construída, de acordo com a Seinf. A titular da Pasta, Manuela Nogueira, explica que o atraso na entrega do equipamento à população foi ocasionado, entre outros fatores, por decisões estruturais.

"A obra é dividida em etapas porque não podemos parar a operação do terminal. A gente quis fazer as cobertas com estrutura mais robusta e segura, então preferiu atrasar um pouco a entrega. A chuva no início dos trabalhos, em janeiro do ano passado, atrapalhou muito também", justifica Nogueira. Além da estrutura convencional - com boxes comerciais, banheiros e acessibilidade - e de uma praça pública anexa, o novo terminal, assegura o prefeito, terá uma Central de Medicamentos funcionando já no ato da entrega, e uma plataforma exclusiva para ônibus articulados.

"A Regional VI, da qual Messejana faz parte, é a que tem maior crescimento na cidade. Boa parte dos novos empreendimentos do Minha Casa, Minha Vida são nessa área, então estamos preparando o espaço para a demanda presente e para a futura", avalia Roberto Cláudio, acrescentando que a entrega do BRT da Avenida Aguanambi, também prevista para abril, visa à melhoria do fluxo Centro/Messejana.

Tarifa

Com a reforma e a ampliação do acesso ao equipamento, prevê o presidente da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), José do Carmo Gondim, "a Etufor ficará avaliando a demanda, para verificar se existe a necessidade de criação de novas linhas" partindo do novo terminal. Questionado sobre o aumento da tarifa do transporte urbano, aguardada com apreensão pelos usuários de Fortaleza em quase todos os inícios de ano, Gondim declarou que "o assunto ainda está sendo estudado", cabendo à Prefeitura se manifestar. O prefeito Roberto Cláudio, por outro lado, afirma que o prazo para estabelecer se haverá ou não reajuste é o fim de janeiro, mas que "ainda não há nenhuma definição".

Apesar disso, o gestor municipal garantiu melhorias nos veículos. Segundo Roberto Cláudio, até o fim de 2018, "100% da frota de ônibus estarão equipados com WiFi". Já para 2020, projeta, "serão até 220 novos ônibus com ar-condicionado". Após a entrega do Terminal de Messejana, outros espaços de integração da Capital devem receber intervenções, a exemplo dos terminais do Papicu e do Siqueira, conforme o prefeito. "O do Papicu é o próximo que precisa de expansão, porque tem a maior demanda e a menor área física. Não temos definição de recurso nem projeto ainda", declara. "Já o Siqueira tem um grande gargalo na entrada e saída dos veículos. Até o meio do ano, estaremos iniciando obras para solucionar esse problema".

Outra grande intervenção de mobilidade prevista para a cidade é a municipalização de um trecho de 12km da BR-116, entre o km 0 e a entrada do bairro Messejana, intervalo que se tornará "uma grande avenida".

Pacote

De acordo com o prefeito da Capital, o pedido já foi enviado ao Governo Federal e, quando atendido, será realizado um pacote de ações na região. "Naturalmente, haverá uma atração de comércios, residências e um uso mais qualificado do solo. Quando se concretizar, haverá redução de velocidade, construção de passarelas e uma linha específica para ônibus", lista Roberto Cláudio, garantindo que as mudanças ainda não têm data, mas são "uma prioridade".

Enquete

O que deve melhorar com o novo terminal?

"O maior problema aqui nesta área provisória é a estrutura, é péssimo para circular com a cadeira de rodas do meu esposo. Dizem que vai ter mais acessibilidade, então isso deve melhorar"

Eliane Maria
Dona de Casa

"A demora dos ônibus piorou muito aqui neste local provisório. Além disso, tem pouco espaço nas plataformas para tanta gente. Com o novo com uma estrutura bem maior, acredito que vai ser melhor"

Denise Camelo
Auxiliar de sala de aula

© Diário do Nordeste

©Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.

BOLETIM POLICIAL VALE DO JAGUARIBE - 18/01/2018: Invasão a residencia e roubo em Russas e furto em residência em Limoeiro do Norte

Conforme informações da Policia Militar, nesta quarta-feira, dia 17, por volta das 07 horas, numa Fazenda localizada na comunidade de Açude...