Amigos de Plantão

Onde a notícia chega primeiro!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

sábado, 24 de março de 2018

CRIMINALIDADE: Polícia Federal e SSPDS vão investigar se ataques a Correios e Sejus têm ligação

De acordo com o secretário de Segurança, André Costa, a SSPDS vai se reunir com a PF para apurar se os crimes estão relacionados ou não

Secretário de Segurança e Governador do Ceará inauguraram a sexta Uniseg do Estado e falaram sobre o ataque ao prédio da Sejus ( Foto: Cadu Freitas )

Criminosos jogaram bilhetes com ameaças durante ataque aos Correios

A Polícia Federal (PF) vai investigar se o ataque a uma agência dos Correios, ocorrido na última quinta-feira (22), no bairro Padre Andrade, tem alguma relação com o ataqueao prédio da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus), ocorrido na madrugada deste sábado (24).



Foi o que informou o titular da Secretaria de Segurança Pública (SSPDS), André Costa, em entrevista durante a solenidade de inauguração de uma Unidade Integrada de Segurança (Uniseg), no bairro Antônio Bezerra, na manhã deste sábado (24). "Vamos sentar com a Polícia Federal e ver se tem algo", diz referindo-se à qualquer ligação entre as ações criminosas. "Correios é uma empresa pública federal e a investigação está sendo feita pela Polícia Federal, mas ontem mesmo falei com o chefe da Inteligência e coloquei toda a segurança pública à disposição. Tudo o que eles precisarem, estaremos à disposição para ajudar", afirmou o delegado.

Na ação contra o prédio dos Correios, foram espalhadas cartas com mensagem de apologia ao crime, direcionadas ao presidente do Congresso Nacional (MDB-CE), Eunício Oliveira, bem como ao governador Camilo Santana (PT). As cartas são assinadas pelo "aviso de todos juntos" e são contra a instalação de bloqueadores nos presídios cearenses. Também presente no evento, Camilo afirmou que não vai aceitar "nenhuma afronta" do tipo por parte de criminosos no Estado. E garantiu ainda que a Polícia vai continuar a dar "respostas" semelhantes a que foi dada durante o ataque à Sejus, onde três suspeitos morreram. Questionado sobre a decisão de manter ou cancelar a instalação de bloqueadores nos presídios cearenses, o governador desconversou. "Com a força atuante da Polícia, nossa resposta será sempre firme, assim como foi dada em todos os crimes cometidos (por facções) aqui em Fortaleza". Crimes nos quais, "inclusive, a Polícia prendeu os mandantes em menos de 24 horas", acrescentou Camilo. 

Ataques

Na noite da última quinta-feira (22), suspeitos em um veículo, com o apoio de uma moto, tentaram violar o prédio de uma agência dos Correios, no bairro Padre Andrade. De acordo com a SSPDS, além de tentar violar o prédio, o grupo criminoso tentou incendiar a agência. Sem sucesso, espalharam no local as cartas com as ameaças. 

Na madrugada deste sábado (24), quatro homens desceram de dois carros e atacaram com tiros o prédio da Sejus. Após confronto com a Polícia, três suspeitos foram atingidos por tiros e levados ao IJF. Porém, não resistiram aos ferimentos e morreram. O quarto suspeito figiu em uma Hilux. Segundo a SSPDS, o caso está sob investigação da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil do Ceará. A reportagem apurou que a quadrilha seria ligada à facção criminosa Comando Vermelho (CV).  

  

Fonte: Editora Verdes Mares Ltda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário