Amigos de Plantão

Onde a notícia chega primeiro!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

quinta-feira, 22 de março de 2018

NOVA RUSSAS-CE: Quatro suspeitos de participação em furto de armas em delegacia são presos pela Polícia Civil



Por meio de uma ágil investigação, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) prendeu quatro pessoas suspeitas de envolvimento no furto de armas de fogo cometido contra a Delegacia Municipal de Nova Russas – Área Integrada de Segurança 16 (AIS 16). O crime e as prisões ocorreram no último domingo (18) e dois dos partícipes eram funcionários municipais. Agora, as apurações visam capturar um quinto criminoso, bem como recuperar o armamento furtado. O trabalho foi apresentado nesta quinta-feira (22), em coletiva de imprensa.


Conforme o delegado de Nova Russas, Bruno Rocha, que presidiu as investigações, o fato ocorreu quando o guarda municipal que estava no prédio, identificado por Antônio Rogério Duarte Xavier (33), saiu para almoçar durante o expediente. Ele é suspeito de passar fotos e informações sobre o percurso até o arsenal para o quinto envolvido, que entrou na delegacia e seguiu até a sala da inspetoria onde estava o material que seria furtado. Rogério foi ouvido pelas equipes policiais e, em seu celular, foram encontrados os indícios que ele de fato seria o informante do grupo que cometeu a ação criminosa. Diante das evidências, Rogério confessou a participação no crime.


Durante o fato, Renan Farias Rosa (28), também preso pela Polícia Civil, foi a pessoa incumbida de ser o motorista de apoio que deu fuga ao autor do furto. Os outros dois presos são Carlos Augusto da Silva (44) e Márcio Cruz da Costa (41). Com as diligências, foi confirmada que a participação de Carlos consistia em ceder morada ao quinto infrator, além de passar informações sobre a rotina da delegacia municipal. Já Márcio, funcionário da Prefeitura de Nova Russas, que também trabalhava como vigia do prédio policial, é investigado por ter sido uma das primeiras pessoas a ter a ideia de furtar as armas. Inclusive, com a intenção de articular um plano com o objetivo de incriminar outro funcionário.


“Eles afirmaram que receberiam valores em dinheiro pela participação no delito. O guarda municipal, Rogério, afirmou que receberia 20 mil reais. Carlos e Renan, cada um receberia 10 mil. Já Márcio negou qualquer envolvimento no furto”, revelou o delegado Bruno. O quarteto, sem antecedentes criminais, foi autuado em flagrante pelo crime de furto qualificado por arrombamento ou destruição de obstáculo e pelo concurso de pessoas. Agora, os trabalhos policiais permanecem visando prender o quinto homem que se encontra foragido.




© 2017 – GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário